Ao meu cão
Nunca vou mudar de casa sem te levar comigo
Nunca te deixarei num canil
Nunca te deixarei passar fome
Nunca deixarei que te magoes
Nunca te abandonarei quando estiveres velho
Nem te abandonarei quando ficares cego
Se esse dia alguma vez chegar, estarei cá para ti
Porque te amo e para mim tu és: Família






 
No fundo, alguma coisa me diz que vai dar tudo certo.
Que os caminhos são tortos mas a chegada é certa.
Que há coisas bonitas esperando lá na frente, se a gente acredita.
E eu acredito! Vivo de acreditar.
E acredito, que o que importa mesmo, não são as pedras que encontro pelo caminho, 
mas sim, as flores, que carrego comigo. Dentro do coração.




Michelle Trevisani

Fujo daquilo que me faz mal. 
Saio pela porta dos fundos. 
Fecho os ouvidos, não olho pra trás. 
O que não me faz bem, não me merece. 


COCO CHANEL



"Não há tempo para a monotonia do previsível. Há tempo para o trabalho. E tempo para o amor. Isso nos toma todo o tempo."

"Já que tudo está na nossa cabeça, é melhor não perdê-la."

"Eu não entendo como uma mulher pode sair de casa sem se arrumar um pouco, mesmo que por delicadeza. Depois, nunca se sabe, talvez seja o dia em que ela tem um encontro com o destino. E é melhor estar tão bonita quanto possível para o destino."

"Elegância é quando o interior é tão belo quanto o exterior."

"Podemos nos acostumar com a feiúra, mas nunca com a negligência."

"Para ser insubstituível, você precisa ser diferente."

"Luxo é ter uma roupa bem feita."

"O luxo precisa ser confortável. Se não, não é luxo."

"Aos 20 anos, seu rosto é dado a você pela natureza. Aos 30, seu rosto é moldado pela vida. Mas aos 50, cabe a você merecê-lo."

"Quando as pessoas perguntam minha idade, eu digo: depois dos 50, depende do dia."

"Eu já não sou o que era: devo ser o que me tornei."

" 'Onde uma mulher deve usar perfume?' Perguntou-me uma moça. 'Onde ela quiser ser beijada.' Eu respondi."

"A moda não é algo presente apenas nas roupas. A moda está no céu, nas ruas. A moda tem a ver com idéias, a forma como vivemos, o que está acontecendo."

"Quantos cuidados uma pessoa precisa tomar quando decide não ser algo, mas sim alguém."

"O luxo não é o oposto da pobreza, mas da vulgaridade."

"Uma mulher vestida de claro raramente fica de mau-humor."

"Sou contra uma moda que não dure. É o meu lado masculino. Não consigo imaginar que se jogue uma roupa fora, só porque é primavera."

"O mais corajoso dos atos ainda é pensar com a própria cabeça."

"A roupa deve ser, antes de tudo, cômoda e prática. É a roupa que deve adaptar-se ao corpo e não o corpo que deve deformar-se para adaptar-se à roupa." 





Morro todo dia um pouquinho.

Morro quando preciso me vestir com uma roupa adequada para entrar no mundo, e diminuir o volume da risada para parecer mais politizada.

Morro quando o sonho da padaria parece o único ao alcance das mãos. Morro quando não me perdoo pelos erros que não fiz e fiz. Morro quando mudo pra me adaptar ao mundo e acabo não cabendo naquela que me transformei ao mudar.

Morro quando o mundo não cabe, morro quando o mundo desce apertado pela garganta pra caber a mim.

Morro quando deixo de sonhar. Morro quando não consigo sonhar. Morro quando não consigo ter fé. Morro.

Abro os braços e recebo o medo do não realizável, da solidão do peso da própria existência.

Abro os braços e me permito afogar no peso de cada consequência e na pilha de papéis a minha frente que eu preciso fazer sumir pra custear um sonho que está bem ali, mas que sequer sei se vou alcançar.

Morro. Morro e espero terceiro dia. Morro e espero a onda passar. Morro e espero a fase passar. Morro e espero o tempo passar. O tempo.

Eu me deixo morrer várias vezes, pra renascer mais forte.

O tempo é curto e a vida é apertada e após cada morte, só volta e fica o que faz do meu eu, mais eu. E isso basta.



"Ninguém baterá tão forte quanto a vida. 
Porém, não se trata de quão forte pode bater, 
se trata de quão forte pode ser atingido
 e continuar seguindo em frente."



José Saramago

Sorriso, diz-me aqui o dicionário, é o acto de sorrir. E sorrir é rir sem fazer ruído e executando contracção muscular da boca e dos olhos.

O sorriso, meus amigos, é muito mais do que estas pobres definições, e eu pasmo ao imaginar o autor do dicionário no acto de escrever o seu verbete, assim a frio, como se nunca tivesse sorrido na vida. Por aqui se vê até que ponto o que as pessoas fazem pode diferir do que dizem. Caio em completo devaneio e ponho-me a sonhar um dicionário que desse precisamente, exactamente, o sentido das palavras e transformasse em fio-de-prumo a rede em que, na prática de todos os dias, elas nos envolvem.

Não há dois sorrisos iguais. Temos o sorriso de troça, o sorriso superior e o seu contrário humilde, o de ternura, o de cepticismo, o amargo e o irónico, o sorriso de esperança, o de condescendência, o deslumbrado, o de embaraço, e (por que não?) o de quem morre. E há muitos mais. Mas nenhum deles é o Sorriso.

O SORRISO (este, com maiúsculas) vem sempre de longe. É a manifestação de uma sabedoria profunda, não tem nada que ver com as contracções musculares e não cabe numa definição de dicionário. Principia por um leve mover de rosto, às vezes hesitante, por um frémito interior que nasce nas mais secretas camadas do ser. Se move músculos é porque não tem outra maneira de exprimir-se. Mas não terá? Não conhecemos nós sorrisos que são rápidos clarões, como esse brilho súbito e inexplicável que soltam os peixes nas águas fundas? Quando a luz do sol passa sobre os campos ao sabor do vento e da nuvem, que foi que na terra se moveu? E contudo era um sorriso.

 


Quantas vezes me desdobrei em tantas Marias!
Fui sombra, pedaços e retalhos de tristeza, terna alegria...
Fui esta, aquela e mais outra, serei a que ainda não chegou!
Sou todas e nenhuma...
simplesmente mais uma, que por aqui passou...
Mas deixo sempre a marca, da mulher forte que não quebrou!!
Maria Soares







Bom....

Bom é quando a gente descobre
que não precisa ser perfeito, 
que não precisa ser aceito,
que não precisa agradar a todos,
que não precisa ter razão,
que não precisa concorrer,
que só precisa viver.




Caio Fernando de Abreu


Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. 

Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. 

Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem. 

Tô me dedicando de verdade pra agradar um outro alguém. 

Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. 

Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. 

Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? 

Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. 

Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. 

Tô feliz, tô despreocupado, com a vida eu tô de bem.




Clarissa Corrêa




Minha vida mudou muito nos últimos anos. 
Eu mudei muito nos últimos anos. 
Mudei sem oferecer a menor resistência. 
Mudei sem me surpreender com as mudanças. 
Elas simplesmente apareceram, aconteceram, me invadiram e se instalaram. 
Então, eu finalmente me senti em casa dentro de mim mesma. 
E hoje, mais do que nunca, sinto que não devo nada para ninguém. 
A gente demora demais para se livrar de pesos e culpas. 
Mas um dia, finalmente, a gente acorda. 
E descobre que tem uma vida inteirinha pela frente.